#Moda Aloka do Bicho

ARMÁRIO CÁPSULA: OS 5 ERROS MAIS COMUNS

Tá com medo do armário cápsula? Tem palpitação quando alguém fala que tem menos de 100 peças no armário (oi, tenho 20!)? Já investiu um monte de dinheiro em peças chave de 20 blogs diferentes e continua com a sensação de que não tem o que vestir? Seja lá qual for a sua frustração com armário cápsula, a gente vai resolver hoje. Vem comigo.

PRA COMEÇO DE CONVERSA, O QUE É UM ARMÁRIO CÁPSULA?

Um armário cápsula é um conjunto de peças que pode ser a) o seu armário inteiro b) seu armário de trabalho ou de sair c) uma mala de viagem d) seu armário para uma estação do ano, etc.

O que define esse conjunto é que ele é coeso, íntegro, coerente (eu adoro essas palavras!).

No armário cápsula, as peças combinam entre si de maneira a possibilitar o maior número de looks possível, mas vai além disso. Esse armário, dentro da proposta dele, te possibilita looks diferentes, adequados a situações diferentes, mas que mantém a sua essência ali no meio: o seu estilo.

É o que a gente chama de substância na filosofia, o que permanece. E o que a gente chama de “a sua cara” no dia a dia. As pessoas que convivem com você vão dizer “engraçado, a gente tá num contexto completamente diferente e o seu look continua a sua cara!”.

Não importa o número de peças, o número de combinações, o número de cápsulas, seu armário cápsula só ficou completo quando você não quer mais nada!

De repente, a vontade de comprar passou, a sensação de não ter o que vestir passou longe, você rende muito mais durante o dia porque não perde tempo experimentando nem comprando roupa. Tudo o que você precisa tá ali.

Interessou? Então deixa eu te contar…

…O QUE EU FIZ DE ERRADO NO MEU ARMÁRIO CÁPSULA?

VOCÊ USOU PEÇAS QUE NÃO VALORIZAM O SEU CORPO

A macrotendência minimalista que está coladinha no armário cápsula vem com um monte de saia lápis de malha cinza mescla e você achou que se funcionou blogueira ia funcionar pra você.

Deixa eu pensar em como dizer isso…

Cada indivíduo é perfeito em sua singularidade, cada corpo é um corpo, com suas formas e cores e a gente não tem que ficar moldando, tem que compreender, aceitar e adorar. Agora deixa eu te falar: Não tem nada mais singular do que um corpo que fica bem em malha colada. É realmente uma raridade.

Entenda o formato do seu corpo, seus pontos fortes e fracos, e procura um tecido que não marca a sua lingerie (por favor!). Se você se dedicar, você descobre os cortes e os tecidos que deixam seu corpo maravilhoso. Todo corpo tem uma fórmula para que ele fique esplendoroso. Juro pra você. Se tiver difícil de enxergar sozinha, procura uma consultoria de imagem (comigo, de preferência!).
A consultora de imagem vai te medir, calcular suas proporções, descobrir o que tá te incomodando e usar a geometria para adequar a sua imagem e a sua autoimagem. A gente é maga em fazer mulher parecer mais alta, mais baixa, mais magra, mais gorda, mais proporcional, mais confiante: o que você quiser!

VOCÊ USOU PEÇAS QUE NÃO VALORIZAM AS SUAS CORES

De novo, a história do minimalismo. As marcas mais conectadas a esse movimento estão obcecadas com preto, branco e cinza. Mas o que nós aprendemos na aulinha de coloração pessoal cujo link está aqui? Que cada pessoa tem as suas cores ideais. Existem essas 4 paletas de cores e 3 delas nos deixam abatidas, enquanto uma paleta de cores que nos deixa radiante, e advinha? Preto, branco e cinza estão na mesma paleta (inverno).

Então quais as chances, de 4 paletas, de todas as minimalistas estarem na paleta do preto e branco?

Descobre as suas cores, pega as suas preferidas e faz uma paleta com elas.

VOCÊ USOU PEÇAS QUE NÃO CONDIZEM COM A SUA REALIDADE

Must-have: Camisa branca, saia lápis preta, scarpin preto de salto agulha, jeans e cardigan.

Você reconhece isso de algum lugar? Talvez de mais de um lugar? Todo mundo falando que toda mulher tem que ter peça X ou Y?

Esquece isso.

Cada mulher tem a sua necessidade, ninguém vai andar de cardigan em Fortaleza, nem usar salto agulha pra pegar ônibus, e imagina o desastre da saia lápis pra quem trabalha com criança? Realiza!

VOCÊ ESQUECEU O SEU ESTILO

Lembra daquilo que eu te falei, da substância, daquilo que é “a sua cara”, a sua assinatura?

Não adianta comprar um monte de peças fáceis de combinar, que estejam adequadas à sua realidade, corpo e cores, e elas não dizerem nada sobre você. Você vai olhar pro seu armário e sentir o maior vazio, uma vontade enorme (e meio frustrada) de fazer compras porque você não tem nada pra vestir.

Esse armário cápsula não te pertence, parece de outra pessoa.

VOCÊ USOU PEÇAS QUE NÃO AMA

Sim, esse é o segredo do armário cápsula. Porque depois que você descobriu seus cortes, tecidos, cores, em peças que funcionam pro seu dia a dia e fazem o seu estilo, ainda tem que passar por esse critério.

O amor é o segredo do armário cápsula de sucesso. É ele que dá vontade de repetir look, de levar a mesma peça pra todos os lugares.

Eu tenho 20 peças que me dão vontade de abraçar, que encheram meus olhos de brilho no provador, que eu lavo e cuido com o maior carinho pra que não acabem nunca, e com elas eu nunca me sinto sem opção.

Bem, esses são os erros que mais aconteceram comigo na minha trajetória de mais de dois anos tentando ter armário cápsula, as soluções que funcionaram pra mim e que tem funcionado com as minhas clientes da consultoria de imagem.

Se você se interessou pela consultoria de imagem, entra em contato aqui ou manda um email para alicem.estilo@gmail.com, que eu te atendo com prazer em BH e online, e se for necessário eu procuro consultoras na sua cidade pra te indicar!

Se você quer fazer isso sozinha, pensa sobre o armário que você tem hoje:

  • Quais as peças que você mais usa? Elas dizem algo sobre a sua realidade.
  • Quais as peças que recebem mais elogio? Elas dizem algo sobre o seu biotipo e cores.
  • Quais as peças que nunca saem de casa? Descubra por quê e você ganha informações valiosas!
  • Quais as peças que dizem que é “a sua cara”? Já sabe, né?

DICA BÔNUS – A TAL DA CINTURA

Hoje em dia, a gente tem uma democratização da moda e do que é tendência, o que é ótimo, mas deixa mais difícil escolher roupas que combinem com tudo.

Exemplo: Se você tem várias calças de cintura baixa no armário, não adianta comprar blusa cropped, a não ser que você queira andar por aí pegando solzinho na barriga. Se pintar uma saia de cintura alta, tudo bem, basta amarrar as camisetinhas ou colocar por dentro.

Por outro lado, se você tá amando a cintura nas alturas e só tem cropped e hot pant, não tem problema também, basta que a altura das suas blusas (a maioria) coincida com a altura das partes de baixo (maioria).

Isso aumenta as chances de as peças combinarem perfeitamente entre si!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *